1920 – 1950

“Ontem foi ontem, já passou. Hoje é hoje e é o que importa. Amanhã, o futuro, a Deus pertence.” – Samuel Klein

1923

No dia 15 de novembro, nasce Samuel Klein, na pequena aldeia de Zaklikov, na Polônia. Era o terceiro filho de nove irmãos de Sucher e Szeva Klein.

1930–1937

Origem humilde

O pai de Samuel, Sucher Klein, sustenta a mulher e os filhos como carpinteiro. Desde muito novo, Samuel ou Schmiliale, como era chamado por seus familiares (forma carinhosa de pronunciar o nome Schmile, tradução de Samuel em iídiche) toma gosto pelo trabalho e ajuda o pai em pequenas tarefas.

1937

A família muda-se para a aldeia de Lipa. Apesar de o vilarejo ser ainda menor, havia poucos carpinteiros no local e o pai tinha mais trabalho.

1937-1942

Família separada

Samuel Klein para de estudar muito jovem por conta das agressões aos judeus na escola. Passa a ajudar o pai e já mostra tino comercial em alguns serviços. No fim de 1942, a família é separada pelos nazistas. Sucher Klein e Samuel, então com 19 anos, foram transferidos para o campo de concentração de Budzin, a duzentos quilômetros de Varsóvia. Em 1944, foram levados para o campo de concentração de Maidanek.

As tropas nazistas fecham a fronteira da Polônia em 1939.

1944-1946

Reencontro da família

1944 Os alemães resolvem levar os prisioneiros a pé de Maidanek para a Alemanha. No caminho, Samuel aproveita uma distração dos guardas, consegue escapar e permanecer na Polônia. No fim do mesmo ano, reencontra a irmã Césia.
1945 Juntam-se a eles outros dois irmãos Sloma, o mais velho, e Esther.
1946 Encontra o pai, Sucher Klein.

Esther Klein, 1946
Sucher Klein, 1949

1946

Primeira foto de Samuel Klein depois de sua permanência no Campo de Concentração.

1949

Em Berlim, conhece e se apaixona por Ana Wangerin. Casam-se em 31 de dezembro do mesmo ano, o início da sólida união entre os dois.

Década 1950

“Deus foi muito generoso comigo. Deu-me uma estrela que não para de brilhar!” – Samuel Klein

1950

Primeiro Negócio

Ana e Samuel Klein abrem o primeiro negócio em Berlim, a loja Freie Genuss Lebensmittel, ou Delicadezas e Alimentos.

No dia 27 de novembro, nasce o primeiro filho do casal, Michael Klein.

1951

O casal decide deixar o país e segue para a América no Sul, no navio francês Provence.

1952

Nova Vida

Inicialmente, a família Klein desembarca na Bolívia. No entanto, a instabilidade política local fez com que a família fosse para o Rio de Janeiro, seu primeiro destino no País.Samuel Klein resolve tentar a sorte em São Paulo, muda-se para São Caetano do Sul, na grande São Paulo, e traz a família. Trabalha como mascate, vendendo, de porta em porta, cobertores, jogos de cama, mesa e banho. Em pouco tempo, conquista uma boa carteira de clientes.

1953 - 1955

Família – pai e filhos

1953 Seu pai, Sucher Klein, falece em Israel.

1954 Saul Klein, seu segundo filho, nasce em São Paulo. Seu nome é uma homenagem ao avó (Saul quer dizer Sucher em iídiche).

1955 Nasce a primeira menina do clã, Eva.

1957

Casa Bahia

Com uma lista de mais de 5 mil clientes, compra a loja do senhor Aarão Wasserman, chamada Casa Bahia. O nome é uma homenagem ao grande número de nordestinos que trabalha no polo automobilístico da região do ABC, em São Paulo.

Nesse ano, mais um surpresa, nasce Oscar, o caçula da casa.

1958

Primeiro endereço

No dia 1°de janeiro, Samuel Klein inaugura sua primeira Casa Bahia.

Chegam ao Brasil, Marie e Ilse Wangerin, mãe e irmã de Ana. Ilse ajuda a implantar os setores contábil e de cobrança da loja. Samuel continua com vendedores de porta em porta.

Década 1960

“Vivemos no Paraíso. Aqui, todos podem ir e vir sem que sejam impedidos por ninguém. Amo o Brasil. Amo São Caetano. Quem afirma é um brasileiro por opção.” – Samuel Klein

1960

Casas Bahia

A primeira filial da loja foi inaugurada e a empresa ganha o nome definitivo, Casas Bahia.

1964

Eletrodomésticos

Em 15 de novembro, dia de seu aniversário, Samuel Klein inaugura uma loja com dois andares em São Caetano. Nesse local, passa a vender eletrodomésticos.

1968

No ano em que completou 18 anos, Michael Klein entra na faculdade de administração de empresas e começa a trabalhar na Casas Bahia.

Década 1970

“Acredito no ser humano. Caso contrário, não abriria as portas das minhas lojas todos os dias. O que me ajuda a me manter vivo é a confiança que tenho no próximo.” – Samuel Klein

1970

Um ano de muitos acontecimentos

Samuel compra 50% das ações da financeira Intervest e a rede de lojas Casas Piratininga, com unidades no ABC Paulista.

Na vida pessoal, depois de 20 anos, os quatro irmãos Klein se reúnem. O encontro acontece no Canadá, por conta do casamento da filha de Esther.

1971

A Casas Bahia abre a primeira filial em São Paulo, no Bairro de Pinheiros.

1972

A Casas Bahia chega à baixada Santista

1973 - 1977

Netos

Em 1973, nasce Leandro, o primeiro neto de Samuel Klein. Em1975, nasce a neta Natalie Klein; em 1977, ganha mais um neto, Raphael Klein. Todos filhos de Michael Klein e Jeanete Roizman.

1974 Inauguração da loja matriz da Casas Bahia.

1975 O filho caçula de Samuel Klein, Oscar, falece após um acidente de trânsito.

1978

14º salário

Samuel Klein novamente está à frente de seu tempo e implanta o 14°salário para seus colaboradores.

Para poder vender mais barato, compra as fábricas de móveis Bartira e Bela Vista.

“O homem nasceu para enfrentar todas as dificuldades e dores da vida, menos a de perder um filho.” – Samuel Klein

Década 1980

“Um mais um é igual a dois. Mas a soma de uma ideia mais uma ideia não são duas ideias, e sim milhares de ideias.” – Samuel Klein

1980

Grande desenvolvimento

Samuel compra a financeira Símbolo, para dar nova injeção de capital à empresa. Também adquire a rede Colúmbia, com lojas na capital e na região da Grande São Paulo. Com isso, praticamente dobra o número de unidades do grupo, com 45 pontos de venda espalhados pelo Estado.

1983 - 1984

1983 Os filhos Michael e Saul Klein passam a dividir a direção da empresa com Samuel.

1984 Samuel Klein encerra as vendas de rua.

1986

Trabalho e amizade

Pelé torna-se garoto propaganda da Casas Bahia. Os dois tornam-se amigos e as famílias passam a se encontrar frequentemente.

1989

O apresentador Gugu Liberato torna-se o novo garoto propaganda da marca.

100
A rede chega ao número de 100 lojas

Década 1990

“Cresci junto com o Brasil. Não fiquei parado vendo o Brasil crescer.” – Samuel Klein

1990

Consolidação da Casas Bahia

No início dos anos 1990, é preciso fazer um grande corte de funcionários nas lojas. Samuel Klein tomar a difícil decisão e a faz com firmeza. Alguns anos depois, porém, a situação econômica melhora e a empresa contrata novos colaboradores. Samuel não tem dúvida e estabelece a prioridade: todos os funcionários demitidos devem ser chamados novamente ao trabalho.

1994

Samuel Klein passa a colocar na conta bancária de todos os colaboradores uma quantia em datas comemorativas: Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças.

1995

A empresa passa por uma modernização no seu sistema de informática e acaba se tornando referência em tecnologia da informação no mercado de varejo.

1996

Nova expansão

A Casas Bahia inicia suas atividades no Rio de Janeiro, com a compra de 33 pontos comerciais das lojas Garson. O número de pontos de venda salta para 139.

Para acompanhar o crescimento da empresa, é inaugurado um depósito de 800 mil metros quadrados em Jundiaí, São Paulo.

1997

O grupo fecha o ano com
243 lojas e
11.522 colaboradores.

2000–2014

“Um bom comerciante só não vai para trás se olhar e seguir sempre em frente. É preciso entender o que o outro precisa para viver. Ganhar e deixar ganhar. O sol nasceu para todos.” – Samuel Klein

2000

O número de lojas chega a
300 e a rede se expande para Goiás e Distrito Federal.

2001

A familia Klein sofre uma grande perda. Leandro, o neto mais velho, filho de Michael, falece. Foi a primeira vez que muitos viram Samuel chorar.

2003

Samuel Klein completa 80 anos e publica sua biografia: Samuel Klein e Casas Bahia: uma trajetória de sucesso.

A Michigan University faz um estudo da rede Casas Bahia, que se torna case mundial de concessão de crédito para as classes populares.

2004

A Casas Bahia é citada como a empresa brasileira que mais trabalha pela equidade social no mundo em relatório entregue ao Secretário Geral da ONU, Kofi Annan.

2005

Ranking de vendas

A Casas Bahia é a companhia brasileira melhor colocada no ranking de vendas das 250 maiores varejistas do mundo. Ocupa a 12ª posição em termos de taxa de crescimento de vendas. Em volume de vendas, ocupa o 198º lugar.

2006

Samuel Klein recebe o título de cidadão paulistano.

A Casas Bahia chega a
28 milhões
de clientes.

“Em nossa vida profissional, não podemos falhar. São justamente nossos erros que estragam nossos acertos.” – Samuel Klein

2009

A Casas Bahia atinge faturamento de R$ 14 bilhões, 55 mil funcionários e 507 lojas, em 10 estados brasileiros, além do Distrito Federal, nas regiões sul, sudeste, centro-oeste e nordeste.

Em dezembro, a Casas Bahia se associa ao Ponto Frio. Nasce a Via Varejo, a maior empresa de eletrodomésticos e eletroeletrônicos do Brasil.

2014

No dia 20 de novembro, Samuel Klein falece em São Paulo, aos 91 anos. Seu Samuel, como era conhecido, teve quatro filhos, oito netos e cinco bisnetos.