Unibes

Bate – papo informal com a Consulesa de Israel Lucia Barnea

No dia 25/2, a Unibes Cultural convidou a Consulesa de Israel Lucia Barnea, para um bate-papo informal com as mães que integram o projeto do Núcleo Socioeducativo, da Unibes, em torno do tema: Um Olhar Pessoal sobre o Universo Feminino em Israel e na Diáspora.

Nascida no Rio de Janeiro, Lucia, mãe das gêmeas Lior e Ronnie, de 13 anos, e esposa do Cônsul Geral de Israel, Yoel Barnea, caracteriza a mulher brasileira. Com sua simplicidade e simpatia, cativou a plateia compartilhando as memórias de quando tornou-se consulesa até os dias atuais, perpassando pela atuação com outras consulesas na África, atuando como Relações Públicas do Consulado Israelense “quando o tapete de orações muçulmano convive no mesmo recinto com a mezuzá – certa sinergia feminina”, onde foi capaz de através do exemplo, mostrar que a união intercultural em prol do desenvolvimento social é muito mais forte do que qualquer tentativa de segmentação pelo poder. Ainda nessa reflexão, Lucia trouxe a questão da convivência multicultural através de uma identidade comum exemplificando Jerusalém, durante a 2ª Intifada. Trouxe lembranças da convivência em um jardim de infância público em Israel entre bebes de origem árabe cristã, judeus ortodoxos e laicos “a esperança de um futuro comum” e a dura realidade do transplante de órgãos de vítimas árabes e israelenses através da cooperação médica de ambos os lados da fronteira.

Consultora multicultural e antropóloga especializada em comunicação interpessoal há mais de 12 anos, falou sobre o papel da mulher nas empresas, destacando a cultura do empreendedorismo e da resiliência através do erro e acerto “o grande contraste entre a sociedade hitech e os comportamentos multiculturais em Israel”.

A noite começou com uma prece matutina feminina: “Abençoado seja o Senhor do Universo que me criou conforme Sua vontade”, em oposição à oração masculina que diz: “Abençoado… o Senhor do Universo que não me criou Mulher”. E terminou com Modê Ani, a reza de homens e mulheres, através da qual se agradece ao Divino por acreditar em Nos, Seres Humanos.